News

Notícias e afins

Livro ‘Meu Pai Vai Me Buscar na Escola’ na lista de escolhidos do PNLD Literário 2018

Código da coleção para escolha é 1366L18602; obra sobre família e paternidade negra, ‘Meu Pai Vai Me Buscar na Escola’ é um dos infantis selecionados na categoria Pré-Escola

Capa do livro Meu Pai Vai me Buscar Na Escola, editora Zit

O livro infantil ‘Meu Pai Vai Me Buscar na Escola’, lançado em 2016, está na lista do Programa Nacional do Livro Didático, o PNLD Literário 2018. O programa é desenvolvido pelo Ministério da Educação e pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) com o objetivo de adquirir obras literárias para serem usadas em escolas da rede pública e ensino brasileira. Continue reading %s

Negritude e representatividade nas histórias em quadrinhos no SESC Paulista

Nesta terça-feira, dia 18/9, sou convidado do curso do professor Andre Oliveira para discutir a representação da negritude nas HQ’s

O curso do professor André Oliveira que começou no dia 11/9 e vai até 2/10 no Sesc Paulista, discute e problematiza a representação da negritude nos quadrinhos,  destacando suas origens, capacidades técnicas e seu impacto no mundo atual e em outras mídias. E em cada aula, vai um artista diferente para contribuir com sua experiência profissional e de vida. Amanhã eu estarei lá dando uns pitacos na discussão. Continue reading %s

Usina de Valores: um novo modo de pensar as ações em direitos humanos

Projeto do Instituto Vladimir Herzog discute valores essencias para fortalecer a democracia e consolidar práticas inclusivas e de direitos humanos

Flávia, Ronilso, Nátaly, Maria Clara, Junião e Henrique | Foto: Paloma Vasconcelos/Ponte

O Instituto Herzog inaugurou o projeto Usina de Valores com um bate-papo bem produtivo sobre a importância da discussão dos valores como práticas sociais referentes a questões ligadas a  diretos humanos e defesa da democracia. Continue reading %s

3º Encontro Estadual de Blogueir@s e Ativistas Digitais de SP

No próximo sábado vou debater sobre a relação da grande imprensa e o genocídio da população negra com mano Douglas Belchior e Tati Preta Soul no 3º Encontro Estadual de Blogueir@s e Ativistas Digitais de SP.

Vou falar um pouco sobre meu trabalho de ilustrador e cartunista na Ponte Jornalismo e a como abordamos o tema sobre direitos humanos enquanto midia independente. Vai ser bem legal. Estão tod@s convidad@s.

Aparelha Luzia e Alma Preta promovem debate sobre jornalismo e questões raciais

“Um dos erros do jornalismo é querer competir a notícia com o entretenimento das redes sociais”, afirma Rosane Borges

Participantes do debate “Novas Plataformas de Comunicação e Mídias Raciais”, promovido em parceria entre o espaço de cultura negra Aparelha Luzia e o canal de mídia Alma Preta – Foto: Fernando Martins/Ponte Jornalismo

Fernando Martins, da Ponte Jornalismo

O debate “Novas Plataformas de Comunicação e Mídias Raciais”, promovido em parceria entre o espaço de cultura negra Aparelha Luzia e o canal de mídia Alma Preta, discutiu as perspectivas futuras do jornalismo, com enfoque no tratamento de questões raciais.

Continue reading %s

As facções e a falácia da ausência do Estado (Ponte Jornalismo)

Ilustração para o artigo ‘As facções e a falácia da ausência do Estado‘, de Catarina Pedroso, para a Ponte Jonalismo.

‘A existência de organizações faccionais deve ser compreendida como produto de uma somatória de políticas públicas e de decisões tomadas a cada dia por aqueles que ocupam posições no Judiciário, no Executivo e no Legislativo’.

O Mundo de Mafalda

mafalda_01

Estive, ontem, na abertura da exposição bem legal da Mafalda, do cartunista argentino Quino. Famosa e inquieta, a personagem, que completou 50 anos, traz críticas, dúvidas e devaneios sobre nossa sociedade através de suas tiras desde os anos 60. Continue reading %s

Palestrando

IMESB_JUNIAO

Na última quarta-feira, dia 08/10, fui um dos palestrantes da 14a Semana Da Comunicação IMESB, em Bebedouro (SP). Falei sobre Desenho de Humor no Mercado Editorial para alunos de jornalismo, arquitetura, publicidade e administração.

Continue reading %s

Ah! futebol, ah! Neymar

 Craque tem que jogar em time bom, senão não brilha. Pelé brilhou muito no Santos, mas dá uma conferida na escalação do time na época. Faça o mesmo com o Palmeiras de Ademir da Guia, o Flamengo de Zico. No atualmente, o “em crise” Barcelona de Messi, o campeão da Champions League, Bayern de Munique de Ribery, Robben, Schweinsteiger e Thomas Müller. Vou ficar em pouquíssimos exemplos, pois são vários. 

Artigo_Neymar_72

 O problema do esporte chamado futebol é que nenhum jogador, por mais brilhante que seja, consegue se consagrar em time ruim. Neymar adora jogar bola, quer brilhar, quer criar, inventar jogadas foras do comum, dribles fantásticos, quer fazer a geral se emocionar, mas… Seu time da Baixada Santista não ajuda. Pior, atrapalha.  Continue reading %s