Comentários

  1. Caro cartunista Juniâo., você esta tirando o foco do que de fato é necessario discutir: sobre a vergonha e indignação que nós brasileiros sentimos no retrocesso da Justiça brasileira ao termos juizes que desconsideraram todas as provas e crimes cometidas por essa quadrilha de politicos que assolou o país. O presidente do STF criticou a absolvição dos condenados. E você não??

    1. Olá Liliane.
      Tudo bem?
      Primeiro, obrigado pelo seu comentário.
      Então, alguns pontos:
      a) Os condenados foram absolvidos de um crime, formação de quadrilha, e não de todos.
      b) Foram absolvidos neste quesito específico porque, na visão dos juízes, faltou prova.
      c) Na visão de especialistas, este julgamento foi muito mais político do que técnico, por isso quando
      se aprofundou o debate sobre as provas, as teses foram caindo uma a uma.

      Liliane, a gente tem que entender o seguinte. Justiça não é como futebol, motivada por paixões e torcidas.
      Justiça tem que ser técnica, doa a quem doa.

      Abraços e boa tarde.

    1. Então meu caro, eu entendo a indignação, mas vamos nos ater aos fatos.
      Eu, como não sou jurista, para comentar sobre o assunto através das minhas charges,
      procurei ouvir e ler observações de especialistas no assunto para formar minha humilde opinião.

      E por estes, cheguei à conclusão que este julgamento foi muito mal dirigido e orquestrado, com falhas graves de processo e partidarização das pautas, jogos de cena, ao invés de um trabalho técnico.
      Deu no que deu, um pastelão sem tamanho.

      Sinceramente, procurei algum jurista sério ( e não petista) que defendesse esse julgamento. Não achei nenhum.

      Seguem alguns textos que ma ajudaram a formar minha opinião.
      Dêem uma olhada e se quiserem postar outros textos contrários para gente aprofundar a discussão, fiquem a vontade.

      – Dirceu foi condenado sem provas, diz Ives Gandra
      link: http://bit.ly/1lpvonJ

      – O julgamento jurídico do “mensalão”
      link: http://bit.ly/1hZvy4K

      – O mensalão e a democracia
      link: http://bit.ly/1hJiagR

      Abraço

      1. O julgamento foi tão injusto que o o Pizzolato foi levar a inocência dele para a Itália.
        obs: com a passaporte falso do irmão falecido (só temgente boa na quadrilha, quero dizer, na agremiação)

        1. Em tempo, a minha questão não é com os réus, quem tem culpa que pague. Minha crítica é com o tipo de julgamento que foi feito.
          Se o STF tivesse feito um julgamento técnico e não midiático como foi, totalmente politizado,
          querendo agradar a torcidas e despertar paixões como foi, metade de nosso tempo em discussões sobre o assunto teria sido poupado.

  2. Pegou apenas fontes furadas e comprometidas. Existem carradas de outras, sérias, à disposição. O depoimento de Ives Gandra Martins, velho amigo do Zé Dirceu, foi contestado de cabo a rabo, na própria Folha de São Paulo, dias depois de sua publicação e o autor não refutou, portanto reconheceu sua falha. O outro, do Dallari, é mais comprometedor ainda, por ser membro da cúpula do PT, o que já impede qualquer distanciamento, além de outras suspeitas incidentes. O terceiro, do Lombrigão, é para ser levado a sério por quem quiser, tanto o autor como o artigo, afinal bobagens é o que não falta nesse país.
    Acho apenas que há preconceito contra Fernadinho Beira-Mar: seus crimes são rasos perto dos daqueles mafiosos condenados pelo STF. Mereceria o mesmo tratamento, portanto.