Bate-papo sobre a mídia negra online na FlinkSampa

flinksampa_juniao

No sábado, dia 19/11, participei de um bate-papo super interessante sobre mídia negra online, mediado pela ótima Silvia Nascimento, diretora do site Mundo Negro, durante a última edição do FlinkSampa – Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra.

Foi ótimo bater um papo e trocar experiências sobre esse novo e rico cenário que vem crescendo a passos largos mas que ainda é um terreno muito nebuloso. Os participantes, influenciadores negros contemporâneos, contaram sobre experiências, desejos, avaliações de conteúdo, preconceito e demais dificuldades que tem encontrado ao trabalhar com essa nova e poderosa ferramenta que tem em mãos.

Tive a oportunidade de falar sobre a construção da minha personagem Dona Isaura, meu trabalho como jornalista e artísta gráfico da Ponte Jornalismo e sobre o cenário de incertezas que ronda o mercado jornalístico nos dias de hoje a reboque, principalmente, pelo declínio dos veículos tradicionais. Estavam entre os convidados, youtubers como Marco Antonio Fera do canal Pretinho Mais Que Básico Rosangela José da Silva, do canal Negra Rosa; os jornalistas Pedro Borges, do Alma Preta, e Helaine Martins, do Projeto Entrevista um Negroe o ativista Robin Batista do coletivo AfroGuerrilha.

14993526_1171010669646645_801312684607462408_n

Tamo aí na atividade!

Ilustracao_press_Juniao_72

O The Guardian publica uma matéria sobre violência policial aqui em SP, linka a Ponte Jornalismo e quem assina o texto em conjunto com Jonathan Watts é nosso repórter Luis Adorno (Ten murders in five hours: one deadly night in São Paulo’s dangerous triangle). The New York Times faz uma matéria sobre execuções  pela polícia no Brasil, cita e linka como referência o video feito pelo ótimo Coletivo Papo Reto (Despair, and Grim Acceptance, Over Killings by Brazil’s Police). E tem gente que ainda rotula os vários coletivos jornalísticos que andam pipocando por aí como meros ativistas. Tem uma galera chegando na apetite aí, viu? Abre o olho não pra ver.

Selo para Ponte.org

Selo_Ponte_Racismo6_600pixels

Fazia muito tempo que eu não fazia um selo para acompanhar matérias sobre o mesmo assunto. Fiquei surpreso quando me pediram para fazer um para acompanhar a série de matérias sobre racismo que o coletivo Ponte Jornalismo, do qual eu faço parte como cartunista, ilustrador e palpiteiro, vem produzindo. A primeira matéria saiu hoje, acompanhe.

Contato direto

whatsapp_telegram_72

Arte para divulgar os números de WhatsApp e Telegram para a Ponte.org, jornalismo focado em segurança pública, justiça e direitos humanos.  As mensagens podem ser de texto ou de voz, fotos e vídeos. Sua identidade sempre será mantida em sigilo.